sábado, 9 de fevereiro de 2008

Coupper Bresil, pour en faire trafique

Página de Recueil de la diversité des habits, qui sont de present en usage, tant es pays d’Europe, Asie, Affrique & Isles sauvages, le tout fait apres le naturel, de François Desprez, 1564.


L'homme du lieu auquel le Bresil croist
Est tel qu'icy, à l'oeil il apparoist,
Leur naturel exercice l'applique
Coupper Bresil, pour en faire trafique.

Além do comentário francês, em versos, que com o tempo se tornou alegoria muitíssimo irônica, o livro é uma obra-prima de impressão & gravura francesas, com representações imagéticas de figuras, como "Le Ciclope", que são uma mistura de Rabelais e Bosch. É possível ver uma versão facsimilar completa no site francês Les Bibliothèques Virtuelles Humanistes (que tem um monte de outras coisas interessantíssimas, também):

Um comentário:

Maiara Gouveia disse...

Deixei um pinguinho de amor para você e para a Andrea na minha Certeza de Fazer o Mal. Besos, signorino. Sua amiga doidinha.